FAJE
Estrutura curricular

1º e 2º períodos: Preâmbulo filosófico

Antes de entrar, propriamente, no estudo da Teologia, o aluno é introduzido no mundo do pensamento e da reflexão. O pensar teológico busca seu contexto no mundo do pensar em geral e é confrontado com a exigência de apresentar-se como um pensar rigoroso, metodologicamente articulado, de forma a capacitar-se para o diálogo com o mundo circundante.


3º período: O Fato Cristão

No início deste período, administram-se os cursos de Introdução à Teologia e Introdução à Bíblia, que situam os alunos no contexto da reflexão teológica. A disciplina O Fato Cristão proporciona uma síntese pré-sistemática da fé-práxis cristã, conscientizando os alunos da necessidade de uma compreensão renovada da fé em diálogo com o contexto sociocultural. A partir da pergunta: “Que faz o cristão?”, o pensamento se dirige para outra: “Que faz alguém ser cristão?” Na Teologia Fundamental, concebida como meta-teologia, apresenta-se a criteriologia da fé e do afazer teológico, descrevendo de modo formal e crítico os conceitos de Fé, Revelação, Inspiração, Tradição etc. Dirigindo o olhar para as fontes, estudam-se a manifestação histórica fundante da revelação conservada na Lei e nos Profetas do Antigo Testamento (Pentateuco, Livros Históricos, Livros Proféticos) e na narrativa a respeito de Jesus no Evangelho de Marcos. O Seminário de Pesquisa e Redação em Teologia introduz os estudantes na arte de produzir textos teológicos com rigor científico.


4º período: O Evento Jesus Cristo

Focaliza-se a reflexão sistemática sobre Jesus Cristo e sua significação salvífica, que transcende sua vida terrestre (Cristologia e Soteriologia). Nesse enfoque, continua o estudo do Novo Testamento com os Escritos Paulinos, historicamente a primeira expressão do Evento Jesus Cristo, acentuando sua dimensão soteriológica, e com o Evangelho de Mateus, destacando-se a releitura cristã do Antigo Testamento, o discipulado do Mestre e a sua comunidade. Depois de uma introdução geral à Teologia da Liturgia, considera-se a prática sacramental do memorial do Cristo, na Eucaristia, testemunha e fonte de expressão da fé no evento salvífico cujo centro é a missão e obra de Jesus de Nazaré. Esse enfoque desdobra-se no estudo dos fundamentos do agir cristão, conjugados com outros conceitos e critérios fundamentais da teologia moral (Ética Teológica Fundamental). Como personalização do estudo, o Seminário de Leitura proporciona aos alunos a leitura acompanhada de um texto fundamental de Teologia.

 

5º período: O Deus de Jesus Cristo

O enfoque é a reflexão sobre o Deus revelado por Jesus de Nazaré e que se dá a conhecer nele, na sua dimensão supra-histórica: Deus-Trindade. Oferece-se ainda uma síntese dos dogmas cristológico-trinitários dos primeiros Concílios. Os cursos de Teologia Patrística e História da Igreja Antiga completam esses estudos. Estuda-se a parte do Novo Testamento que mais explicitamente expressa a consciência cristã a este respeito, o Evangelho e as Cartas de João. Estudam-se também as Cartas Católicas, a Epístola aos Hebreus e o Apocalipse. Continua-se o estudo dos sacramentos com o Batismo e Crisma, intimamente ligados aos estudos sobre a Trindade. Aborda-se ainda o sacramento da Ordem, na visão geral da vivência sacramental. As disciplinas históricas continuam na História da Igreja Medieval. O estudo da Teologia Moral continua com a Ética Cristã da Sexualidade.

 

6º período: A Comunidade da fé em Jesus Cristo

A Eclesiologia é a disciplina-eixo. Próximos da temática eclesiológica estão o estudo do Direito Canônico Fundamental e a Introdução à Teologia Pastoral, a qual continua a temática apresentada no Fato Cristão, agora sob o aspecto da vivência eclesial. Os estudos bíblicos continuam pela Literatura Sapiencial, e pelos Escritos Lucanos, excelentes referenciais para o enfoque eclesiológico. Estudam-se a Unção dos Enfermos e a Penitência, relacionados com o tratado de Eclesiologia sob o viés da “Igreja santa e pecadora” e da dimensão eclesial do perdão.

 

7º período: O Homem Novo em Cristo

A matéria principal é a Antropologia Teológica, que descreve o significado da salvação e da graça em Cristo na existência do ser humano como indivíduo e como comunidade, no contexto da Criação e da Redenção, de modo especial pela graça de Deus manifestada e outorgada em Cristo. O curso articula-se com os elementos cristológicos e soteriológicos já estudados. Nesse contexto, insere-se a Mariologia, retomando suas referências cristológicas e eclesiológicas. O agir cristão é estudado na Moral Social e na Bioética. Aborda-se o Matrimônio (aspectos sacramental, antropológico e moral), em consonância com o estudo do Direito Canônico Sacramental. Estudam-se os Salmos e Temas Especiais de Liturgia. O estudo da história continua com a História da Igreja Moderna e Contemporânea, dando enfoque especial à América Latina.

 

8º período: Deus, tudo em todos

O último período completa o anterior, enfocando a perspectiva salvífica final. Estuda-se a Escatologia, como continuação da Antropologia Teológica. Estuda-se ainda a Teologia da Espiritualidade, realçando-se a revelação de Deus e as categorias antropológicas de sua acolhida. O restante do período é dedicado à conclusão da Monografia de Bacharelado e à preparação do Exame Compreensivo por meio do Seminário de Síntese Teológica, que recapitula a teologia sistemática e suas implicações bíblicas e históricas, articulando-as com a práxis cristã.

 

Disciplinas optativas

Ao longo do curso, o aluno deverá inscrever-se em, no mínimo, três disciplinas optativas, em torno de temáticas escolhidas em diversos campos, considerando os novos acentos teológicos. Isto lhe propiciará o enriquecimento de seu universo teológico e o aprofundamento dos temas de seu interesse. Os candidatos ao ministério ordenado devem cursar Direito Canônico Sacramental como uma das disciplinas optativas.

Av. Dr. Cristiano Guimarães, 2127 - Planalto - Belo Horizonte - MG - CEP31720 300 - Como chegar? Tel (31) 3115 7000 - Fax (31) 3115 7015