FAJE
Notícias
Pe. Élio fala sobre Economia e Bem comum a empresários cristãos 10/03/2017

O Pe. Élio Estanislau Gasda foi o convidado do Almoço-Palestra promovido pela Associação dos Dirigentes Cristãos de Empresas (ADCE), no dia 10 de março, na sede da Federação das Indústrias de MG (Fiemg). Cerca de 100 pessoas participaram do evento e assistiram atentamente à palestra do pe. Élio, que falou sobre o tema “Economia e bem comum”, título de seu mais recente livro, lançado pela Editora Paulus.

Em sua palestra, Pe. Élio fez uma apresentação de seu livro, organizado em três grandes partes. Na primeira, o autor trata dos grandes conceitos como ética, economia, empresa e capitalismo. Na segunda parte, ele aborda o tema da economia a partir da Doutrina Social da Igreja, cita documentos pontifícios e aprofunda o tema do Bem Comum e a virtude da Justiça. Por fim, a terceira parte do livro é dedicada à espiritualidade e apresenta os desafios de uma empresa orientada por valores éticos e cristãos.

Pe. Élio lembrou aos presentes que as empresas devem ter uma responsabilidade ética na construção de uma sociedade mais justa. Ele destacou que a Igreja tem uma tradição antiga de Doutrina Social e que na economia, assim como na vida cotidiana, o cuidado especial com a dignidade humana é um aspecto central da fé cristã. Ele lembrou uma frase do Papa Francisco que ilustra bem essa constatação e responde à pergunta “por que a Igreja tem interesse na questão da ética?”. Segundo o papa Francisco, “porque a ética leva a Deus, que espera de nós uma resposta comprometida.”

Em sua palestra, Pe. Élio afirmou que  o fundamento do Bem Comum é o seguinte: somos feitos à imagem e semelhança de Deus e compartilhamos da mesma mesa.  Ele acrescentou que a ética cristão é a ética do Bem Comum e que a Igreja não dá suporte a ideias que estimulem o acúmulo de bens e o enriquecimento pessoal às custas da exploração de outros  seres humanos. O Bem Comum é uma perspectiva de se ver a realidade, na qual cada ser humano tem a sua dignidade, fundamentada no próprio Deus. “A pessoa não deve ser tomada em sua singularidade, mas como somos seres relacionais, temos uma vida em comum e somos responsáveis uns pelos outros”, destacou.

A resposta para a articulação entre a busca do lucro e a ética do bem comum, em uma empresa, por exemplo, está no Princípio da Reciprocidade: a orientação do mercado não pode ser unilateral, apenas voltada para o acúmulo do capital, mas deve se orientar para satisfazer as necessidades dos seres humanos que constroem, com seu trabalho, as empresas e a sociedade. “A responsabilidade é proporcional ao poder”, concluiu Pe. Élio, citando o Evangelho: “A quem muito foi dado, muito será cobrado.”

Ao final do evento, Pe. Élio Gasda conversou com os presentes e autografou o livro. Acompanharam Pe. Élio, o reitor da FAJE, Pe. Álvado Pimentel; a gerente administrativa, Edna Lúcia Andrade; a coordenadora do Setor de Comunicação, Graziela Cruz; e o assistente de Comunicação, Leonardo Sancho.


Av. Dr. Cristiano Guimarães, 2127 - Planalto - Belo Horizonte - MG - CEP31720 300 - Como chegar? Tel (31) 3115 7000 - Fax (31) 3115 7015